Câmera RD32II: Análise e comparação com a GoPro

A RD32II é uma câmera voltada para uso em bicicleta. Pesando 89 gramas, ela filma em FullHD (1080p/30fps) e HD (720p/60fps), e também tira fotos em time-lapse. É a prova d’água e vem com suporte adesivo para afixar em superfícies planas (pranchas de surf, skate, para brisa de automóvel etc.) e suporte para barras cilíndricas (guidão, canote ou garfo de bicicleta).

sku_119097_4

Ela é vendida no DealExtreme por $69.99. Mesmo com a cotação do dólar galopante e pagando imposto de importação, ainda sai menos de quatrocentos reais (eu paguei R$ 352 no total, incluindo IOF do cartão, imposto de importação e taxa de entrega dos Correios). Comprei ela no dia 31 de janeiro e chegou na agência dos Correios para eu fazer a retirada no dia 23 de março, ou seja pouco menos de dois meses.

Um diferencial dela em relação a outras câmeras esportivas, como a GoPro, é uma funcionalidade chamada loop recording: a “GoPobre” automaticamente divide o vídeo gravado em arquivos de X minutos, e caso o seu cartão de memória encha, ela vai automaticamente apagando os mais antigos. Esse recurso é bem interessante para utilizá-la como câmera de segurança, registrando um eventual incidente no trânsito.

Além disso, ela tem dois LEDs, funcionando como lanterna para bike (ligada ou piscante) e possui também um laser vermelho, que tem como objetivo auxiliar no alinhamento dela no capacete ou no guidão da bike (para você saber se ela não está torta).

sku_119097_6

Se você gostar de vídeos de unboxing (tem gente que acha um saco, se for o seu caso pule para o próximo parágrafo), segue um vídeo aonde eu mostro a câmera e os acessórios que vem com ela:

Eu já possuo uma câmera esportiva – uma GoPro Hero 3 Silver Edition – e estou acostumado a usá-la no capacete no dia-a-dia. Sei que o sensor da RD32II não é bom como o da GoPro – afinal, estamos falando de uma câmera 4x mais barata – mas será que ela dá conta do recado?

Para isso, fiz um teste usando as duas câmeras ao mesmo tempo, por dois dias. No primeiro dia, utilizei o suporte de guidão, e no segundo dia o suporte de capacete.

702231907_59539_8722138784418834378

Primeiro sobre o suporte de guidão: é uma alternativa se você não quer usar capacete (não vou entrar na polêmica do seu uso). Alguns ciclistas preferem afixar ela embaixo do canote, mas eu não testei essa configuração. De qualquer maneira, a RD32II é bem mais discreta que a GoPro, e o suporte no guidão (que fica preso na bicicleta quando você tira a câmera) é bem parecido com o de uma lanterna comum, então dá para deixar na bicicleta numa boa. O da GoPro, já não seria uma boa ideia deixar no guidão caso você deixe a bike estacionada num local público, ou seja você teria que ficar colocando e removendo o suporte em si – o que não precisa de ferramentas, mas leva um ou dois minutos.

702231755_59593_13366937544078733517

Por outro lado, achei o suporte um pouco vagabundo, e a imagem ficou tremida, mais do que com o suporte da GoPro. Talvez dê para fazer alguma gambiarrinha para melhorar.

No primeiro dia dos testes, no trajeto de Santa Teresa até Botafogo, tomei duas finas seguidas (de um caminhão e um táxi) na Rua Pinheiro Machado, e no vídeo abaixo (que mostra primeiro a RD32II, depois a GoPro) dá para ter uma noção boa da diferença de qualidade entre elas. Embora o vídeo da “GoPobre” seja um pouco pior, dá para ver a placa dos carros sem problemas.

Antes disso, descendo de Santa Teresa, por inexperiência, não prendi a RD32II no suporte corretamente, e nos primeiros cinco minutos usando ela no guidão com a trepidação do asfalto ela caiu e quase foi atropelada por um carro de polícia!! Veja o vídeo abaixo:

Felizmente nada demais aconteceu, ela continuou funcionando normalmente, tendo apenas uns pequeninos arranhões no corpo. Já vi que ela é dura na queda. :) De qualquer forma, é importante notar que ela só está corretamente presa quando faz o clique no suporte.

Em tempo: ao usar as câmeras no guidão de uma bicicleta dobrável, é possível dobrá-la normalmente:

802609077_7082_14670360946408180830

Já o suporte de capacete da RD32II é com afixado com um adesivo plano da 3M, e senti que ele não estava grudando bem no capacete, por ele ser curvo. Por isso, fiz uma gambiarra de leve e afixei ele com duas abraçadeiras:

802332487_7267_7236941453839198230

Como o espaço na cabeça é limitado (há!), coloquei um extensor no suporte da GoPro, e mesmo assim ficou aparecendo um pedacinho na imagem. De qualquer forma, fica bem mais estabilizado. Uma outra solução (caso você use apenas um capacete e não se importe em deixar a câmera inteira presa) é prendê-la como eu prendo a lanterna no meu capacete:

702219179_43724_7516612059936779127

Veja os vídeos das câmeras no capacete no final do post.

Resumindo sobre a qualidade da imagem: naturalmente a GoPro é melhor que a RD32II, especialmente de noite. Mas, se o objetivo for segurança no trânsito, ou até eventualmente usar com um propósito mais esportivo e você não for tão exigente (leia-se, não ter tanta condi$ão), dá para usar numa boa.

Comparando com a GoPro, vejo que ela tem prós e contras. Vejamos a lista:

Prós da RD32II sobre a GoPro

  • É a prova d’água sem a utilização de cases
  • Por este motivo, é mais leve (89g vs. 163g da GoPro com o case, quase metade do peso)
  • Tem lanterna embutida
  • Por ter lanterna – e ter o formato de uma lanterna – é mais discreta
  • Já vem com os suportes de guidão e capacete (na GoPro você tem que comprar separadamente isso tudo separadamente, e os acessórios são caros)
  • Acompanha carregador de tomada (a GoPro vem apenas com cabo USB para você carregar no computador, o que faz com que ela carregue mais lentamente) e cabos para ligar na TV (na GoPro, é vendido separadamente)
  • Loop Recording, você não precisa lembrar de apagar os vídeos (recurso opcional)
  • Time stamping (data e hora sobrepostas na imagem, recurso opcional)
  • Vem com uma bolsinha para você carregá-la no bolso ou na bolsa sem arranhar
  • Preço 4x menor

Prós da GoPro sobre a RD32II

  • Suportes de guidão e capacete de melhor qualidade
  • Bateria removível, para utilizar por grandes períodos de tempo a GoPro é melhor porque você pode ter múltiplas baterias e trocá-las (não se aplica a GoPro nova mais barata, que não tem bateria removível)
  • Cabo Mini USB padrão, não é o Micro USB que os celulares hoje em dia utilizam mas também não é proprietário como o da RD32II
  • É possível desligar o LED vermelho que indica filmagem, na RD32II isto não é possível
  • Display para ver a carga da bateria e a quantidade de memória disponível (na RD32II tudo isto é feito com LEDs coloridos)
  • Qualidade da imagem
  • Conexão Wi-Fi para ver a imagem no celular

Estou subindo os vídeos brutos para comparação, o ideal seria assistir os dois ao mesmo tempo, lado a lado:

Santa Teresa – Botafogo (ver no Strava)
0:52 Rua Doutor Júlio Otoni (descida em asfalto ruim)
1:17 Câmera cai do suporte
2:50 Suporte gira para baixo
7:10 Rua Alice (descida em asfalto mediano)
11:30 Rua das Laranjeiras (recém recapeada, asfalto bom)

RD32II:

GoPro:

Os mesmos vídeos, com estabilização de imagem automática feita pelo YouTube:

RD32II:

GoPro:

Botafogo – Catete (ver no Strava)
2:38 Ciclovia da Rua Professor Álvaro Rodrigues (piso bom)
4:56 Rua Nelson Mandela (piso intertravado)
6:20 Rua Voluntários da Pátria (asfalto recém recapeado, piso bom)
6:45 Rua Bambina (asfalto OK)
12:45 Rua Jornalista Orlando Dantas (asfalto ruim)
17:43 Praça José de Alencar (rua de paralelepípedos)

RD32II:

GoPro:

Os mesmos vídeos, com estabilização de imagem automática feita pelo YouTube:

RD32II:

GoPro:

 

E os vídeos com as câmeras no capacete:

Santa Teresa-Botafogo de dia:

RD32II:

GoPro:

(o restante ainda está subindo)

Se você gostou do que leu, compre ela no DX através deste link e eu ganho um trocado no programa de afiliados do DealExtreme. Obrigado!